Briefing

Uma marca singular para uma mulher forte e decidida a mudar a percepção das pessoas sobre elas mesmas através da fotografia. Em resumo, Stephanie, a fotógrafa da Magnifique me pediu para trazer um olhar delicado, contemporâneo e vívido da fotografia boudoir, um tipo de foto sensual e íntimo que seu estúdio recém inaugurado faz.

Uma simbologia importante para Stephanie é o masculino e feminino incutido nos triângulos, o que foi trazido diretamente no lettering, sem a necessidade de uso de símbolos, tornando a marca puramente tipográfica

​​​​​​​

Manifesto

Respire fundo. Tome coragem.

Somos o plano, a jornada, o destino e temos o poder de transformar a nossa vida e o mundo ao nosso redor. Não é uma escolha de estilo de vida ser aparafusada ao comum; somos o caminho radical que mostra ao mundo a verdadeira essência de nós.

A história nos mostra que a coragem pode ser contagiosa e a esperança pode ter vida própria e assim descobrimos que cada momento de sucesso precisa ser lembrado, cada história precisa de voz e cada olhar precisa de cor.

Olhamos para os lados e vemos em outras mulheres o espelho do que somos ou queremos ser, sendo que na verdade bastava um olhar pra dentro, aquele ponto de vista magnique.

Nós somos reais, seguras, tranquilas, estilosas, presentes, práticas, românticas, ansiosas pelo futuro brilhante que alva bem à nossa frente; isso tudo só na segunda feira.

Nós olhamos, vemos, somos, queremos, sabemos, fazemos, temos, sentimos, admiramos e decidimos por nós mesmas. Porque nós somos o plano, a jornada e o destino.

Magnifique-se



Desafio

O empoderamento feminino não é uma ideologia a ser pregada e sim uma forma de criar consciência. A partir disso, cada um de nós pode mudar sua forma de agir diante de diversas situações sociais, apoiando causas e ações criadas por mulheres, possibilitando que conquistem igualdade entre gêneros, social e política. Na criação da Magnifique, essa ideologia foi colocada como prioridade, mas como empoderar? Como ser relevante? 

Existem diversas formas de empoderar uma mulher, principalmente em situações que nem imaginamos que podemos fazer alguma diferença, mas, que podem ser de grande ajuda e significado para elas. Desde o respeito mínimo, encorajar seu trabalho e oferecer um ombro amigo até a “meter a colher” quando ouvir alguma briga em que a mulher corra algum tipo de risco.

É sempre possível empoderar e praticar a generosidade com alguma mulher próxima (ou não) a você. E por que não usando fotografia?

O Desafio então foi como não se apaixonar pela proposta :-)








Resultado:
Mais empoderamento
Mais representatividade
Mais consciência

...




Back to Top